Refletir, se concentrar relaxar no que realmente importa

7 maneiras de relaxar a mente e o corpo

Quer Ter Qualidade de Vida? Então você precisa de atividades para relaxar a mente e o corpo e se livrar de vez do stress…

1. Contraia e relaxe

No dia a dia, muitas vezes, acumulamos tensões sem perceber. Uma das maneiras de evitar isso é percorrer o caminho entre tensão e relaxamento providencialmente. Escolha uma parte do corpo e a contraia por 1 segundo.

Depois solte essa musculatura durante 3 segundos. Para começar, faça isso com sua mão, apertando-a e soltando-a logo em seguida. Sempre relaxe durante um tempo três vezes maior do que contraiu.

Faça isso quando , por exemplo, enquanto estiver no trânsito, relaxando as costas enquanto o braço está ocupado, e exercite essa técnica em diversas ocasiões, concentrando tensão apenas nas partes do corpo que estão sendo usadas.

O que você ganha: O domínio do trajeto que vai da tensão ao relaxamento. Ao tomar as rédeas desse processo e se acostumar a intervir nele, você não fica mais preso a tensões desnecessárias, deixando que apenas os feixes musculares em uso tenham a devida contração, sem penalizar os demais.

2. Prolongue a respiração

Respire fundo várias vezes ao dia. Você pode marcar um conjunto de 10 respirações profundas a cada vez. Ao acordar, antes de fazer determinados trabalhos, após cumpri-los, em momentos de ansiedade ou tensão, antes de dormir. Todas essas ocasiões são boas oportunidades de lembrar-se do exercício de respiração.

O que você ganha: Conforme ensina o professor Renato Cobra, prolongar a respiração tem efeito imediato e intenso no relaxamento muscular. “Se temos muita pressão sobre nós, acabamos ficando com a respiração mais curta.

Quando se acaba de realizar algo, normalmente damos aquele suspiro de ‘ufa’. Pode-se simular esse suspiro mesmo em momentos de tensão, pois, na hora em que soltamos o ar, o músculo já relaxa naturalmente”, explica. Além do relaxamento muscular, a respiração profunda diminui os giros mentais e acalma a frequência cardíaca.

3. Cultive amizades

Valorize as relações, seja comprometido com as amizades, demonstre e acolha o carinho, fique sensível às trocas afetivas e sempre esteja aberto a aprender novos caminhos e a propor o mesmo às pessoas queridas.

O que você ganha: O cultivo das amizades é precioso e saudável: “Estar perto de amigos é uma das coisas mais relaxantes que pode existir”. Além disso, o sentimento de singularidade que se tem ao se perceber importante para aquelas pessoas aumenta a autoestima.

4. Descanse após o almoço

Conforme orienta o médico psicossomático José Moromizato, tente encontrar um meio de se deitar de costas após o almoço e mantenha a respiração regular. Vá, aos poucos, relaxando cada segmento do corpo, um de cada vez. Desde os músculos da face, descendo para o tronco, membros, pés. Mantenha a mente calma e o corpo oxigenado.

O que você ganha: Nada melhor do que dar à digestão um pouquinho de paz para trabalhar. Relaxar após o almoço ajuda o corpo a manter o correto metabolismo para aquele momento do dia, evitando que se produzam substâncias, tais como a adrenalina, em quantidades excessivas.

Veja mais dicas para combater o estresse e a tensão

  • Artes marciais para o autocontrole

  • 7 dicas para manter a calma

  • Como lidar com a pressão diária

  • 7 dicas para combater o estresse

5. Estimule o contato com o chão

Deite-se no chão e deixe o peso de todas as partes do seu corpo ceder. Braço, pernas, cabeça, tronco, tudo deve simplesmente ceder. A partir daí, passe a rolar livremente, com mínimo esforço, esparramando seu peso nos movimentos, tentando não contrair nada.
O que você ganha: Esse exercício está ligado à entrega. Afinal, entregar-se é algo muito relaxante, tal qual acontece quando se está nos braços de uma mãe, de uma pessoa amada. Quando você se larga, literalmente, nesses rolamentos, o relaxamento ocorre em músculo por músculo. “Quando você vai para o chão, sente o acolhimento que a terra dá.

Além disso, a união de mobilização e entrega proporciona um relaxamento tão profundo quanto poucas coisas podem ser”, descreve Renato Cobra. O psicólogo Esdras Vasconcellos propõe que essa entrega se faça literalmente. “Se puder, deite nos braços da pessoa amada, sem vergonha ou medo de ser carente. Esse é o exercício mais relaxante de todos”, afirma.

6. Valorize o senso de humor

Pense, aja, coloque-se diante das pessoas com humor. Mas humor respeitoso. Brinque com algumas situações da vida sem destituí-las da seriedade e importância que possuem. Não leve a vida tão a ferro e fogo, deguste-a e celebre-a.

O que você ganha: Quando a situação está difícil, o humor ajuda a pessoa a tomar certa distância do problema e a dar uma respirada enquanto o momento ainda é complicado.

“Nessas ocasiões, o senso de humor possibilita recarregar as energias e, ao distanciar-se do problema, ver a situação de outro modo”, descreve Miriam Fernandes. Além disso, o senso de humor aumenta o clima de camaradagem entre as pessoas que convivem num determinado ambiente e torna a atmosfera mais agradável.

Mas, mesmo fora das crises, o senso de humor cumpre importante papel e proporciona mais relaxamento à vida.“Há adultos nos quais se percebe visivelmente que são duros e travados. É preciso manter o lado criança sempre”, propõe Renato Cobra. E completa, apresentando as consequências de uma vida mais bem humorada e relaxada: “Um jovem bonito é obra do acaso. Já um velho bonito é obra de arte”.

7. Tenha interesses diversos

Identifique atividades, áreas, formas de lazer, projetos, enfim, situações que lhe despertem interesse e que sejam variadas. Invista nessas atividades, reserve tempo para elas, aprenda a dividir o espaço das suas tarefas obrigatórias com as de seu interesse, dando importância e reconhecendo o papel delas em sua vida.

O que você ganha: “Ter interesses variados ajuda a passar por momentos críticos em áreas que estão problemáticas num determinado momento”.

O investimento de energia em atividades diversas garante que você não se tornará refém de problemas num pedaço específico da vida. Afinal, há vários aspectos importantes no seu dia-a-dia do que somente um.

E, certamente, muitas outras partes da sua vida estarão melhores do que a que está em crise, permitindo que você possa direcionar sua energia para horizontes alternativos.

E, no caso do lazer, que pode compor uma das partes de seus interesses variados.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *